O sol

O vento

O frio

Cruéis ferramentas

Que construíram

A obra (im)perfeita

Da arquitectura do tempo...


13 comentários:

daniel disse...

Olá

Um belo poema, notam-se várias vertentes, mas a tua imaginação aparece sempre em alta.

Beijos
Daniel

daniel disse...

Olá

Poucas palavras para definir humanidade, pelos mais idosos!

Beijos
Daniel

Sara disse...

Perfeita ou imperfeitas, depende do ponto de vista, mas sempre únicas!
bjs*
Sara

Lord of Erewhon disse...

Está excelente, mas não é um poema, é um aforismo, e só ganharia com esta forma:

O sol. O vento. O frio. Cruéis ferramentas que construíram a obra imperfeita da arquitectura do tempo.

P. S. O «(im)perfeito» não está lá a fazer nada; queres explorar um duplo sentido, mas fragiliza o conjunto.

Anabela disse...

...em cada traço da minha velhice tenho os caminhos marcados ao longo da vida.
Em cada linha do meu corpo
trago tatuados os anos que vivi...


PS: Discordo do comentário anterior. Acho que o "(im)perfeito" está como a cereja no topo do bolo.

A foto está sublime e o texto também.

Beijo

Manuela disse...

Uma verdadeira uva passa, que o tempo e a vida se encarregaram de construir...
é uma obra de arte, que o tempo construiu neste rosto, que mais parece um mapa da vida...

beijo meu

Persona disse...

psiu... temos um segredo para te contar no CALCINHAS NO BOX!

antónio paiva disse...

deixo-te um pouco de carinho.

:)

O Profeta disse...

Porque sonhas com o outro lado
Enches o vazio da eterna espera
Amas quem não podes ter
Pintas de realidade a quimera


A liberdade do pensamento vive entre dois mundos…


Convido-te a conhece-la…


Bom fim de semana


Mágico beijo

Adrielly Soares disse...

Nossa adorei.
Um dia vamos envelhecer neh
então cuidemos bem dos velhinhos.
x)

Sentir disse...

o tempo escorre,
deixando sulcada a vida.

nada aqui é coisa pouca.


eu volto. bjo.

melgadoporto disse...

Por detrás de um rosto, uma vida.
Por detrás de uma vida, uma alma.
Por detrás de uma alma, “outro” rosto.
Aquele que só quem nos ama vê.
O nosso verdadeiro rosto!
:-)

Baraújo disse...

o mapa da vida.. num rosto!

que imagem... muito muito poderosa...

beijo terno